Principal Imprimir E-mail
Comunidade IPUSP - Docentes - Arley Andriolo
Principal | Disciplinas | Extensão | Grupos de Pesquisa | Laboratórios | Lattes | Projetos | Publicações
 
Arley Andriolo
 
 
 
Professor Doutor, Departamento de Psicologia Social e do Trabalho
Doutor, Instituto de Psicologia, USP (2004)
 
 
Psicologia Social de Fenômenos Histórico-Culturais Específicos
 
As dimensões temporais e espaciais são fundamentais para a Psicologia Social da Arte. A partir delas, tenho procurado pensar o artista, a obra de arte e o espectador. Estudei inicialmente a “cidade histórica” e o “turismo cultural”, a recepção das obras de arte e dos patrimônios culturais, considerando a percepção e a cognição em sua gênese histórica e psicossocial. Dedico-me atualmente ao estudo da criação de artistas populares cuja obra altamente inventiva ergue diante de nós visões fabulosas, lançando no campo da recepção a questão da alteridade. Alguns desses criadores são personagens de minha tese: Traços primitivos: histórias do outro lado da arte no século XX. Além disso, como pesquisador do Laboratório de Estudos em Psicologia da Arte, tenho aprofundado minha pesquisa acerca das relações entre arte e percepção, colocando em questão o olhar do turista, do artista e do viajante.
 
 
Publicações Selecionadas:
 
ANDRIOLO, Arley. Desvelando o barroco mineiro: a história da arte dos artífices do século XVIII ao turismo contemporâneo. São Paulo: Hedra. (no prelo)
 
ANDRIOLO, Arley. O corpo do artista na experiência estética contemporânea. Ide, Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo, São Paulo, n. 41, 2005, pp. 45-49.
 
ANDRIOLO, Arley. Histórias da “arte marginal”: um processo de ambigüidades. Anais do XXIV Colóquio do Comitê Brasileiro de História da Arte. Belo Horizonte: C/Arte, 2005.
 
ANDRIOLO, Arley. Representações do passado histórico: viagens e educação nacional. Temporis (Ação), Universidade Estadual de Goiás, Unidade Cora Coralina, v.1, ns.5/6, jan./dez., 2002, pp. 11-24.
 
ANDRIOLO, Arley. Modernidade e modernismo: transformações culturais e artísticas no Brasil do início do século XX. São Paulo: Saraiva, 2001.
 
Arley Andriolo
 
Arley Foto 2013
 
Principal
 
  • Professor Doutor, Departamento de Psicologia Social e do Trabalho
  • Doutor, Instituto de Psicologia, USP (2004)
 
Professor Doutor do Departamento de Psicologia Social e do Trabalho do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, onde é coordenador do Laboratório de Estudos em Psicologia da Arte. Bacharel e licenciado em História (FFLCH e FE-USP), mestre em Estruturas Ambientais Urbanas (FAU-USP) e doutor em Psicologia Social (IP-USP). Trabalha junto à linha de pesquisa “Psicologia Social de Fenômenos Histórico-Culturais Específicos”, do Programa de pós-graduação em Psicologia Social (IP-USP), no campo da “Percepção e experiência estética na vida social”, em projetos dedicados à compreensão da vida social das imagens, da percepção, da estética e da arte. Objetiva descrever a gênese histórica e psicossocial da experiência cognitiva, perceptiva e estética, com base no conhecimento da imagem, mediante abordagem morfológica, fenomenológica e hermenêutica em Psicologia Social, em três eixos: (1) Método em psicologia social dos fenômenos imagéticos, estéticos e artísticos; (2) Vida social das imagens; (3) Processo social da arte. Publicou dois livros para o público jovem: Modernidade e modernismo: transformações culturais e artísticas no Brasil do início do século XX (São Paulo: Saraiva, 2001) e Viver e morar no século XVIII, Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás (São Paulo: Saraiva, 1999). Alguns de seus estudos podem ser lidos nos seguintes artigos: “A pintura é um traço de nossa relação histórica com o mundo” (Revista Poiésis, n. 17, Jul. 2011); “A recepção da exposição de arte incomum e a questão da duração dos julgamentos artísticos” (Revista Visualidades, v. 8, n. 2, 2010); “Entre a ruína e a obra de arte: psicossociologia da percepção da cidade histórica turística” (Estudos de Psicologia, 14(2), maio-agosto, 2009). 
 


Instituto de Psicologia da USP

Av. Prof. Mello Moraes 1721
CEP 05508-030
Cidade Universitária - São Paulo - SP

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.