Departamento de Psicologia Clínica
Linhas de Pesquisa: Estrutura e Constituição da Clínica Psicanalítica, Epistemologia e Ética
da Psicanálise de Freud a Lacan, Psicanálise e Brasilidade, Investigação em Psicanálise.
Telefone: 55 11-3031-2965 | Fax: 55 11-3097-0529 | Facebook | Twitter | chrisdunker@usp.br | Lattes 

Psicanalista, Professor Titular do Instituto de Psicologia da USP (2014) junto ao Departamento de Psicologia Clínica. Obteve o título de Livre Docente em Psicologia Clínica (2006) após realizar seu Pós-Doutorado na Manchester Metropolitan University (2003). Possui graduação em Psicologia (1989), mestrado em Psicologia Experimental (1991) e doutorado em Psicologia Experimental (1996) pela Universidade de São Paulo. Atualmente é Analista Membro de Escola (A.M.E.) do Fórum do Campo Lacaniano. Tem experiência na área clínica com ênfase em Psicanálise (Freud e Lacan), atuando principalmente nos seguintes temas: estrutura e epistemologia da prática clínica, teoria da constituição do sujeito, metapsicologia, filosofia da psicanálise e ciências da linguagem. Coordena, ao lado de Vladimir Safatle e Nelson da Silva Jr., o Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise da USP. Em 2012 ganhou o prêmio Jabuti de melhor livro em Psicologia e Psicanálise com a obra “Estrutura e Constituição da Clinica Psicanalítica” (Annablume, 2010). Publicou “O Cálculo Neurótico do Gozo” (Escuta, 2002), “A Psicose na Criança” (Zagodoni, 2014), “Mal-Estar, Sofrimento e Sintoma” (Boitempo, 2015) e “Por quê Lacan? (Zagodoni, 2016).

Psicanálise – Freud & Lacan

Atualmente pesquiso a estrutura e fenomenologia da experiência psicanalítica considerando as condições de possibilidade para sua formalização e transmissibilidade em três âmbitos: suas exigências epistemológicas, suas premissas éticas e a sua implantação social em diferentes terrenos culturais. Parto da hipótese de que a tensão entre concepção de sujeito e a teorização sobre as formas de discurso constituem um centro organizador da práxis psicanalítica. Interessam privilegiadamente temas como a causalidade e a negatividade na concepção etiológica da psicanálise; a concepção de ato e interpretação; as condições narrativas e discursivas de apreensão do sofrimento psíquico, bem como o estatuto da diagnóstica psicanalítica.

Disciplinas

Pós Graduação

Projetos

Do Mal Estar ao Sintoma: A Produção Clínica e Social do Sofrimento no Brasil dos anos 1990-2010

Descrição: Esta pesquisa compreende um conjunto de estudos focais sobre os modos de produção do patológico no Brasil dos anos 2000-2010. Pretende-se aprofundar os resultados obtidos em nossa pesquisa anterior sobre as patologias do social e sua estreita dependência de uma dada racionalidade diagnóstica (Dunker, Safatle e Silva Jr., 2014). A análise crítica, antropológica e histórica, das categorias patológicas emergentes nos anos 1950, em sistemas internacionais de diagnóstico (CID, DSM), sugere que o processo de nominalização clínica do sofrimento pode ser elucidado pelo emprego de categorias como alienação, mal-estar e anomia. Objetiva-se desenvolver um conceito de sofrimento, psicanaliticamente fundamentado, de modo a contribuir tanto para ação terapêutica sobre a determinação de sintomas, quanto para a intervenção em experiências de mal-estar, socialmente compartilhadas. Empregaremos o método da análise histórico-antropológica de patologias do social, fundamentado na perspectiva da ontologia negativa, no escopo delimitado dos modos de absorção e interpretação dos modos de sofrer no Brasil contemporâneo. Para tanto implementaremos três modalidades de análise comparativa do sofrimento: a construção de casos clínicos, a análise de discurso psicanaliticamente orientada e a crítica filosófica das gramáticas de reconhecimento implicadas no mal estar, no sintoma e no sofrimento. Nossa hipótese é de que uma série de discursos, dispositivos e retóricas que agenciam e normatizam situações críticas de adoecimento em instituições, práticas clínicas e políticas de saúde mental, podem ser comparadas tendo em vista um conceito clínico e metodologicamente crítico de sofrimento..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. (2014-Atual)
Integrantes: Christian Ingo Lenz Dunker - Coordenador

Formación de la Clínica Psicoanalítica y escritura de caso: interpretación, construcción, narrativa

Descrição: El Proyecto CAPES-UdelaR: Formación de la Clínica Psicoanalítica y escritura de caso: interpretación, construcción, narrativa es un proyecto binacional de cooperación, con sede en el Centro de Pesquisa OUTRARTE (Unicamp) y en el Instituto de Psicología Clínica de la Facultad de Psicología (UdelaR). En ejecución desde marzo de 2014. Coordinación del equipo brasileño de investigadores: Profa. Dra. Nina Leite (Unicamp); co-coordinación: Ângela Vorcaro (UFMG) y Christian Dunker (USP). Coordinación del equipo uruguayo de investigadores: J. Guillermo Milán (UdelaR)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. (2014-Atual)
Alunos envolvidos: Graduação ( 2) / Mestrado acadêmico ( 2) / Doutorado ( 2) .
Integrantes: Christian Ingo Lenz Dunker - Integrante / Angela Maria Resende Vorcaro - Integrante / Nina de Araújo Leite - Coordenador / José Guillermo Milán - Integrante.
Finaciador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio finaceiro.
Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2.

Patologias do Social: crítica da razão diagnóstica em psicanálise

Descrição: A presente pesquisa pretende realizar um exame crítico das estratégias diagnósticas em curso na psiquiatria, na teoria social e na psicanálise. O objetivo é formar um quadro de referências para o entendimento das patologias sociais. Considera-se os trabalhos de Adorno, Foucault, Lyotard, Deleuze e Honneth, especificamente quanto à sua utilização e exame da prática e conceitografia psicanalítica. Pretende-se extrair implicações das teses destes autores para a própria renovação da prática diagnóstica em psicanálise bem como para o reposicionamento do alcance e limites da diagnóstica psiquiátrica. Propõe-se um protocolo clínico que reúna e organize diferentes planos de consideração da patologia social. Utiliza-se o método baseado na construção de casos clínicos para verificar a pertinência do protocolo clínico assim delimitado..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. (2008-Atual) 
Integrantes: Christian Ingo Lenz Dunker - Coordenador / nelson da Silva Junior - Integrante / Vladimir Safatle - Integrante.

Arqueologia da Psicanálise: sobre a noção de transferência dos gregos à modernidade

Descrição: Pretende-se realizar um estudo sobre as condições de possibilidade históricas da aparição da noção de transferência. Utiliza-se para tanto o método arqueológico proposto por Foucault. Examina-se particularmente as noções de cuidado de si, na tradiçõa helênica e latina e a noção de cuidado de si. Em seguida pretende-se estudar as origens do método clínico em sua emergência na modernidade..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra. (2006-2008)
Alunos envolvidos: Graduação ( 1) / Mestrado acadêmico ( 1) / Doutorado ( 1) .
Integrantes: Christian Ingo Lenz Dunker - Coordenador.

Discurso e Constituição do Sujeito: sobre a possibilidade de formalização da clínica psicanalítica

Descrição: A presente pesquisa procura examinar as noções de constituição do sujeito na tradição psicanalítica de Freud a Lacan. A hipótese que orienta essa investigação é de que esta noção possui uma dupla extração: lógica e política. Isso poderá ser mostrado a partir da avaliação evolutiva do conceito e sua imbricação com transformações na relação entre metapsicologia e clínica psicanalítica. Procura-se, desta maneira, um modelo que permita apreciar a evolução das pretensões de formalização dos conceitos psicanalíticos, no escopo de sua cientificidade, em conjunção com a reflexão ética de sua práxis e a política de subjetivação inerente a sua experiência. Isso permitirá contribuir para a apreciação de parâmetros de legitimação e transmissão para a clínica psicanalítica. Palavras Chaves: psicanálise, constituição do sujeito, clínica.
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. (2004-2006) 
Alunos envolvidos: Graduação ( 0) / Especialização ( 0) / Mestrado acadêmico ( 1) / Mestrado profissionalizante ( 0) / Doutorado ( 1) .
Integrantes: Christian Ingo Lenz Dunker - Coordenador / Paulo Marcos Rona - Integrante / Ronaldo Torres - Integrante.

Número de produções C, T & A: 9.

Constituição do Sujeito na Família e na Clínica

Descrição: Orientação e acompanhamento de pesquisas envolvendo o problema da constituição do sujeito e sua relação com a clínica psicanalítica.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. (2003-2004) 
Alunos envolvidos: Graduação ( 0) / Especialização ( 0) / Mestrado acadêmico ( 0) / Mestrado profissionalizante ( 0) / Doutorado ( 0) .
Integrantes: Christian Ingo Lenz Dunker - Coordenador.

Aspectos Psicológicos de Pacientes Portadores de Psoríase

Descrição: Investigar as representações psíquicas, as estratégicas sintomáticas e o impacto no laço social do sujeito acometido por psoríase. Entende-se por representação psíquica o modo como o paciente interpreta e dá lugar às condições impostas por tal entidade face sua história de vida, seu universo simbólico e discursivo. Supõe-se que tal representação mantém estrita relação com as estratégias sintomáticas predominantes no sujeito, ou seja, o caráter egosintônico ou egodistônico da sua imagem corporal uma vez afetada pela psoríase; a associação do sintoma orgânico com uma significação sintomática psíquica e os benefícios secundários da condição, uma vez integrada ao sintoma psíquico do sujeito. Em um terceiro nível interessa verificar efeitos desta condição nos laços sociais nos quais o sujeito se insere e no discurso do qual este depende..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão. (2003-2004)
Alunos envolvidos: Graduação ( 1) / Especialização ( 1) / Mestrado acadêmico ( 0) / Mestrado profissionalizante ( 0) / Doutorado ( 0) .
Integrantes: Christian Ingo Lenz Dunker - Coordenador / Adriana de Melo Lima - Integrante / Giuliana Junqueira - Integrante.
Finaciador(es): Universidade São Marcos - Remuneração..

Lógica e Política da Constituição do Sujeito: Aspectos da Formalização da Psicanálise

Descrição: Nosso primeiro objetivo será circunscrever o que se deve entender por clínica tendo em vista a psicanálise. Retomaremos, para tanto, uma proposta anteriormente apresentada, acerca dos componentes historicamente fundamentais da noção de clínica (semiologia, diagnóstico, etiologia e terapêutica). Veremos então os termos de um debate, vigoroso nos anos 1990, que opôs, na esfera da clínica psicanalítica: ética e método. Com isso poderemos situar preliminarmente o dualismo que estamos querendo tematizar. Em seguida vamos examinar a noção de sujeito, a partir da filosofia, e sua ascenção na teoria psicanalítica do final dos anos 90. Nossa hipótese, neste caso é de que a noção de sujeito é recuperada e revigorada justamente porque ela permite um duplo uso, ou uma dupla leitura, na chave epistêmica e na chave ética. Desta forma, é pela via de um uso calculado da ambigüidade deste termo que uma parte significativa do debate clínico desta época pode ser compreendido. Em seguida o processo da pesquisa implicará em aplicar, sobre as formulações examinadas anteriormente, uma chave de leitura histórica. Aqui o objetivo será apreciar nossa suposição de que a exigência de formalização contém, na maioria dos casos, uma exigência de formação: formação de psicanalistas por um lado, formação de analisantes por outro. Podemos então resumir o objetivo genérico desta pesquisa: definir o tipo de relação que se pode verificar entre a esfera política e a lógica, na circunscrição da clínica psicanalítica. Levantar as variantes possíveis desta relação. Estabelecer algumas vicissitudes ou deformações entre uma e outra e finalmente avaliar o estado da questão da legitimidade, ou das formas de justificação, que se pode esperar da psicanálise na esfera pública..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.  (2001-2004) 
Alunos envolvidos: Graduação ( 4) / Especialização ( 0) / Mestrado acadêmico ( 2) / Mestrado profissionalizante ( 0) / Doutorado ( 0) .
Integrantes: Christian Ingo Lenz Dunker - Coordenador / Cristina Santaella Braga - Integrante / Vera Cristina Martins Coutinho - Integrante / Giuliana Junqueira - Integrante / Vitália Rodrigues - Integrante / Paulo Marcos Rona - Integrante.

Número de produções C, T & A: 7 / Número de orientações: 2.

O Cálculo Neurótico do Gozo em Neuroses não Clássicas

Descrição: A presente pesquisa inclui-se no campo das inflexões culturais e sociais que recaem sobre a formulação de modelos psicopatológicos em psicanálise. Pretende-se investigar tais inflexões a partir do exame de certas narrativas atinentes a formações clínicas específicas e adjuvantes aos quadros neuróticos clássicos (histeria, neurose obsessiva e fobia). Tais formações incluem o pânico, a depressão os transtornos alimentares e certas formas de adição. Nosso intuito é propor um modelo de apreensão destes sintomas e signos compatível com a noção de estrutura clínica, tal como desenvolvida por Lacan. Utilizaremos para tanto a noção de ?cálculo neurótico do gozo? que será conceitualizada de modo a incluir aspectos próprios da constituição de laços sociais na atualidade bem como elementos de seus modos de subjetivação. Nos orientaremos metodologicamente pela análise do conceito de gozo na obra de Lacan e pela análise de discurso de certos fragmentos clínicos. Nossa hipótese é de que o cálculo neurótico do gozo pode ser pensado a partir de quatro movimentos subjetivos diferentes, correspondendo cada qual a uma forma sintomática particular. Noosos resulatados serão expressos pela formalização desses quadros clíncios em termos das categorias propostas. Procura-se compreender ainda sua emergência epidemiológica em face determinadas conformações sociais interveninetes no cálculo neurótico do gozo. Espera-se contribuir, desta maneira para a formulação de estratégias clínicas para o tratamento psicanalítico de tais afecções.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. (1999-2001)
Alunos envolvidos: Graduação ( 2) / Especialização ( 0) / Mestrado acadêmico ( 1) / Mestrado profissionalizante ( 0) / Doutorado ( 0) .
Integrantes: Christian Ingo Lenz Dunker - Coordenador / Maria Cristina Acquiste Oliva Antonio - Integrante / Liz Lazier - Integrante / Paulo Marcos Rona - Integrante.

Número de produções C, T & A: 14 / Número de orientações: 4.

Interpretação em Psicanálise: Aspectos Retóricos e Éticos

Descrição: Examinaremos o livro Chistes e sua Relação com o Inconsciente (Freud,1905a) de modo a demonstrar a equivalência entre os processos linguísticos formadores do chiste e os processos retóricos clássicos. Proporemos a noção de forma retórica para designar os diferentes tipos de articulação significante (morfológicos, sintáticos e semânticos) presentes não apenas no chiste mas em outras formações do inconsciente. Analisaremos definições clássicas de interpretação de modo a mostrar como estas compreendem uma dimensão ética e que nestas reencontraremos convergências com certas formas retóricas determinadas. Nossas fontes primárias serão as obras de Freud e Lacan, onde isolaremos as passagens significativas para o tema em questão. Em relação à noção de forma retórica levaremos em conta as contribuições pontuais da linguística (Todorov), da linguística da enunciação (Ducrot), da análise de discurso (Haroche) e do pragmatismo linguístico (Freire Costa), além dos teóricos da própria retórica (Perelman, Eco, Plebe).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. (1997-1998)
Alunos envolvidos: Graduação ( 2) / Especialização ( 0) / Mestrado acadêmico ( 1) / Mestrado profissionalizante ( 0) / Doutorado ( 0) .
Integrantes: Christian Ingo Lenz Dunker - Coordenador / Tatiana Carvalho Assadi - Integrante / Angela Galinella - Integrante / Anny Correa - Integrante.
Finaciador(es): Universidade São Marcos - Remuneração..

Supervisão Psicanalítica em Clínica Escola

Descrição: O presente estudo coloca-se como uma pesquisa teórica que procurará, a partir do exame de textos explicitar a concepção de supervisão em Psicanálise e em seguida verificar sua compatibilidade com as exigências do contexto institucional de formação de psicólogos. Para tanto levaremos em conta os regimentos ou normas da Clínica Escola da Universidade Paulista, válido para todos os campi onde esta se estabelece. Examinaremos a concepção de formação de analistas, onde a noção de supervisão originou-se, em textos sobre a história da Psicanálise e sobre a história das instituições psicanalíticas. Teremos como referência inicial os trabalhos de Roudinesco (1995, 1996,1997), Kupermann (1996) e Coimbra (1996). Em seguida examinaremos o trabalho de alguns autores que se dedicaram ao tema da clínica psicanalítica na sua relação com a supervisão em instituições, especialmente Dor (1996) e Valabrega (1983) e Quinet (1996). Finalmente trabalharemos sobre as indicações na obra de Lacan acerca da supervisão (1956, 1967). Depois deste trabalho de explicitação teórica sobre o conceito de supervisão procuraremos examinar sua consequencias quando pensada no interior de uma Clínica Escola. Trata-se aqui de verificar as compatibilidades ou incompatibilidades das premissas psicanalíticas com as exigências de uma dada realidade institucional..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. (1996-1997) 
Alunos envolvidos: Graduação ( 0) / Especialização ( 0) / Mestrado acadêmico ( 0) / Mestrado profissionalizante ( 0) / Doutorado ( 0) .
Integrantes: Christian Ingo Lenz Dunker - Coordenador.
Finaciador(es): Universidade Paulista - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1.

Publicações selecionadas

Dunker, C.I.L. (2015) Mal-Estar, Sofrimento e Sintoma. São Paulo, Boitempo.
Dunker, C.I.L. (2014) Estrutura e personalidade na neurose: da metapsicologia do sintoma à narrativa do sofrimento. Psicol. USP vol.25 no.1 São Paulo Jan./Apr. 2014.
Dunker, C.I.L. (2011) Mal-estar, sofrimento e sintoma:releitura da diagnóstica lacaniana a partir do perspectivismo animista. Tempo soc. 2011, vol.23, n.1, pp. 115-136.
Dunker, C.I.L. (2011) Estrutura e Constituição da Clínica Psicanalítica: uma arqueologia das práticas de cura, psicoterapia e tratamento. São Paulo: Annablume.
Dunker, C. I. L. . Psychology and Psychoanalysis in Brazil: From Cultural Syncretism to the Collapse of Liberal Individualism. Theory & Psychology, v. 18, p. 223-236, 2008.
DUNKER, C. I. L., KYRILLOS NETO, F. A Crítica Psicanalitica do DSM-IV – breve história do casamento psicopatológico entre psicanálise e psiquiatria. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental (Impresso). , v.14, p.611 – 626, 2011.
DUNKER, C. I. L. Mal-estar, sofrimento e sintoma: releitura da diagnóstica lacaniana a partir do perspectivismo animista. Tempo Social (USP. Impresso). , v.23, p.1 – 25, 2011.
Gouvêa; Gisele, FREIRE, Regina Maria Ayres de Camargo, DUNKER, C. I. L. Sanção em Fonoaudiologia: um modelo de organização dos sintomas de linguagem. Cadernos de Estudos Linguísticos (UNICAMP). , v.53, p.20 – 27, 2011.
KYRILLOS NETO, F., DUNKER, C. I. L. Curar a Homossexualidade? A Psicopatologia Prática do DSM no Brasil. Revista Mal-Estar e Subjetividade (Impresso). , v.2, p.425 – 446, 2010.
DUNKER, C. I. L. Os 27 + 1 erros mais comuns de quem quer escrever uma tese em psicanálise. Associação Psicanalítica de Curitiba em Revista. , v.20, p.53 – 78, 2010.

Livros publicados

2018 - Patologias do Social (orgs Vlaimir Safatle, Nelson da Silva Jr,. e Christian Dunker), Belo Horizonte: Autêntica.

2017 - Reinvenção da intimidade: políticas do sofrimento cotidiano. São Paulo: Ubu Editora.

2017 - A Construção de Casos Clínicos em Psicanálise: método cl´kinico e formalização discursiva. (Cchristian Dunker,; Heloísa Ramirez e Tatiana Assadi)São Paulo: Annablume.

2016 - Análise Psicanalítica de Discurso: perspectivas lacanianas. São Paulo: Estação Cores e Letras.

2016 - Por que Lacan?. São Paulo: Zagodoni

2015 – Mal-Estar, Sofrimento e Sintoma: uma psicopatologia do Brasil entre muros. São Paulo: Boitempo.

2013 – Coleção Cinema e Psicanálise – 5 vol. (com Ana Lucília Rodrigues orgs.) São Paulo: Nversos.

2013 – A Psicose na Criança: tempo, linguagem e sujeito. São Paulo, Zagodoni.

2011 – Estrutura e Constituição da Clínica Psicanalítica: uma arqueologia das práticas de cura, terapia e tratamento. São Paulo: Annablume Editoras .

2011 – A Pele como Litoral: fenômeno psicossomático e psicanálise. (Christian Dunker,Tatiana Assadi e Heliíza Ramirez orgs.) São Paulo: AnnaBlume Editora

2010 – Ciúme. São Paulo, Duetto.

2010 – The Constitution of the Psychoanalytic Clinic: a history of its structure and power. London: Karnac.

2005 – Žižek Crítico: Política e Psicanálise na era do Multiculturalismo. (orgs.) São Paulo: Hacker.

2002 – O Cálculo Neurótico do Gozo. São Paulo: Escuta.

1996 – Lacan e a Clínica da Interpretação. São Paulo: Hacker.

 

Conteúdo online: aulas e intervenções