04 jun 2020

 

A pandemia somou outras incertezas à habitual pressão sentida pelos vestibulandos. Além das dúvidas em relação à realização das provas, eles precisam se ajustar na marra à nova rotina familiar e de estudo, o que tem elevado mais o nível de estresse.

Criar uma rotina que seja a mais próxima possível da normal ajuda a diminuir a angústia, diz Maria da Conceição Uvaldo, pesquisadora do Instituto de Psicologia da USP.

Para ela, o mais importante é que os alunos entendam que o momento é de exceção e que é normal se sentir preocupado e desconcentrado.

“O que temos agora é um ensino remoto que é diferente da educação a distância, pensado para esse fim. Todos estão fazer o que dá”, diz.

 

Leia a matéria completa aqui.

IP Comunica | Serviço de apoio institucional
Av. Prof. Mello Moraes, 1721 - sala 26
Cidade Universitária - São Paulo, SP

Noticias Relacionadas