revista psico.usp.br | n.1, 2015. pág.5

 

Eis aqui o primeiro número da psico.usp Este é um periódico voltado para a divulgação dos trabalhos, estudos e pesquisas produzidos por docentes e alunos de graduação e pós-graduação do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo − IPUSP.

Embora seja acadêmica a fonte do material, a intenção de operar com uma linguagem clara e acessível, mas nunca facilitadora, norteou os trabalhos de edição. O propósito é que se ofereça uma publicação que não se restrinja ao ambiente do IPUSP, mas alcance todos aqueles potenciais leitores que se interessem pelas questões relativas à Psicologia.

Para atender a gama de temas e subtemas que envolve a Psicologia, a psico.usp. se organizou nas seguintes editorias: Educação, Sociedade, Animais e Cultura. Cada uma delas obedece à seguinte estrutura: uma matéria principal e duas notas.

Entre as seções da psico.usp estão o Mural do IP, que abre a revista informando sobre o que há de novo no IPUSP; Perfil, que conta a trajetória acadêmica de um professor ou pesquisador do IP – neste número o entrevistado é o Prof. Dr. João Frayze-Pereira. A coluna Commentor conta com um docente que escreve sobre um assunto de sua escolha, ligado à Psicologia – nosso primeiro convidado é o Prof. Dr. Yves de La Taille, que trata do humor na atualidade. Há ainda Lançamentos, que apresenta cinco livros publicados por professores do IPUSP; o espaço Psico-HQ é dedicado à participação de ilustradores e cartunistas que queiram contribuir com charges e histórias – a primeira coube a Urbano Pacha, que cedeu tirinhas de sua autoria. Fechando a publicação, Outro Olhar reúne imagens registradas pela comunidade – neste número o colaborador Arthur Monteiro apresenta a primavera no IP, por meio da tela de seu celular. 

Na concepção do projeto desta revista, foi fundamental contar com o importante programa de estágios da USP. Em duas equipes diferentes, reuniram-se para a criação da psico.usp. alunos da área do jornalismo, letras e produção audiovisual. A primeira: Fernanda Maranha, Maria Marta Cursino, Victor Augusto Santos Souza e Guili Minkovicius; e a segunda: Ana Carla Bermúdez, Ariane Alves, Fernando Magarian e Tatiana Iwata. Além de os formandos terem tido a oportunidade de desenvolver na prática habilidades específicas de seus cursos, eles igualmente puderam ser orientados no IP Comunica sobre o emprego de diferentes linguagens usadas na divulgação científica. A revista contou ainda com outros graduandos, estes do Instituto de Psicologia: Igor Marques dos Santos e Luiza Limongi se prontificaram para ilustrar algumas matérias.

O caminho trilhado por esta revista, portanto, foi o da união de esforços, da cooperação e da troca de saberes. Este espírito, em sintonia com valores da universidade, permitiu que ideias promissoras se agre-gassem neste número inaugural. Espera-se ser este o primeiro de muitos.


Islaine Maciel
Coordenadora