Atividade virtual em grupo que utiliza a técnica do “sonhar social” é guiada por psicólogos do Instituto de Psicologia da USP e pode ajudar a superar impactos do momento em que vivemos. Os encontros virtuais gratuitos acontecem todas as quartas-feiras.

A pandemia Covid-19 transformou nosso mundo e os sonhos compartilhados podem nos ajudar a nos reposicionar afetivamente e subjetivamente. Em parceria com o Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo e outras instituições, o projeto “Sonhar Grupal” faz parte do Programa Autoestima da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.

A iniciativa do Programa Autoestima tem como base os impactos psicológicos atuais e futuros da pandemia de covid-19, como as dores e o medo gerado pelas vidas perdidas, as preocupações econômicas, o isolamento social, a incerteza e outras questões que afetam a saúde mental da maioria da população.

Os coordenadores do Fórum são psicólogos de grupo de pesquisa liderado pelo docente Pablo Castanho, do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (IP/USP). Eles guiarão os participantes pela atividade e zelarão para que sejam seguidas as seguintes perspectivas e regras:

1) buscar juntos significações coletivas para os sonhos e não serão permitidas interpretações individuais,

2) Os participantes devem zelar uns pelos outros e pelo espaço do grupo, não serão permitidas agressões e desvios da finalidade do fórum. Desrespeito a estas regras pode acarretar na exclusão sumária do participante.

Vamos participar desse encontro?

Encontramos relatos sobre a partilha de sonhos em diferentes sociedades e períodos históricos. Na ciência ocidental, a psicologia desenvolveu perspectivas importantes sobre como o sonho fala de nossos desejos escondidos, figura dramas de nossa existência, nos indica caminhos. Mas por muito tempo estas leituras foram focadas no trabalho psicológico individual, gerando uma percepção social de que o sonho é um assunto privado. Entretanto esta percepção vem sendo alterada nos meios científicos e o valor social do sonho resgatado.

Chamada de “sonhar social”, a técnica desenvolvida pelo britânico Gordon Lawrence nos anos de 1980 foi trazida ao País pela psicanalista Carla Penna, do Círculo Psicanalítico do Rio de Janeiro (CPRJ) e da Internacional Group Analitic Society (GAS- Londres), com quem os pesquisadores da USP trabalham desde 2017. A técnica considera o trabalho de partilhar sonhos com outros, sob acompanhamento de um profissional especializado, como uma estratégia de cuidado de pessoas e coletivos.

O Fórum de sonhos é dividido em dois momentos:
1) contação de sonhos e associações, e
2) um momento de reflexão sobre os significados coletivos dos mesmos.

Não é necessário lembrar de um sonho para vir ao fórum, você ouvirá outros sonhos no grupo, poderá associar sobre eles e eventualmente resgatar alguma memória.

Acontece TODA QUARTA-FEIRA.

Horário: Das 19h as 20h30

Acesse pelo link: https://meet.google.com/ajc-krxu-vjk

Entradas permitidas até as 19h10.

Limite máximo de participantes: 60 pessoas