Departamento de Psicologia Social e do Trabalho
Linhas de Pesquisa: Processos Psicossociais Básicos - relações indivíduo/grupo; Psicologia Social, Saúde Coletiva e Política.
Relações interculturais e étnico/raciais. Desigualdades. Conflitos Socioambientais. Direitos humanos.
Religiosidade. Turismo e planejamento em saúde comunitária.
Telefone: 55 11-3091-4360 | alos@usp.br | Lattes


 


Professor Doutor no Departamento de Psicologia Social e do Trabalho do Instituto de Psicologia da USP onde desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão na área de intercultura e raça-etnia com ênfase nos temas: vulnerabilidade, preconceito e discriminação, direitos humanos, planejamento em saúde, tecnologias de intervenção psicossocial. Foi professor na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (2004-2010), professor visitante nos Programas de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Rondônia (2016-2017) e Universidade Federal do Pará (2017) e no Teresa Lozano Long Institute of Latin American Studies, College of Liberal Arts, University of Texas-Austin (2018). Colabora com o Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Fronteiras da Universidade Federal de Roraima, o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Sociedade da Universidade Federal do Oeste do Pará, o Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Amazonas e com o Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT). Identificador Web of Science (Researcher ID): F-1715-2013. Identificador: ORCID: 0000-0002-5261-0332. Identificador Scopus: 55448121000.

Disciplinas

Graduação

Psicologia Social: Intercultura e Raça-Etnia

Pós-Graduação

Comunidade de Aprendizagem em Território Negro

Projetos de Pesquisa

Atuação do psicólogo no tema das relações étnico/raciais: um estudo na região metropolitana de São Paulo/SP (2013 – Atual)

Investiga a atuação do psicólogo no tema das relações étnicos-raciais e de que forma a categoria raça-etnia e o racismo aparecem no seu cotidiano de trabalho. A coleta de dados inclui levantamento bibliográfico e análise de conteúdo de documentos, livros, artigos, dissertações e teses do campo psi (Psicologia, Psicanálise, Psicologia Social) sobre o tema e entrevistas com psicólogos das áreas de Saúde Pública (Centros de Atenção Psicossocial e Hospitais), Clínica Psicológica (privadas), Recursos Humanos (empresas e órgãos públicos), Assistência Social (Centro de Referência de Assistência Social e outros órgãos públicos) e Educação (escolas públicas e privadas). Por meio das entrevistas pretende-se coletar informações sobre como as demandas da população negra aparecem na prática do psicólogo e se estes têm algum procedimento para lidar com o preconceito e a discriminação racial e o racismo.  O estudo tem como meta contribuir para a formação de pesquisadores e psicólogos que nas suas várias frentes de trabalho têm sido interpelados pela construção sociocultural das diferenças e desigualdades e pelo racismo e seus efeitos psicossociais.

Experiências de turismo de base comunitária no Vale do Ribeira: um estudo psicossocial (2011 – 2014)

O projeto teve como objetivos: (I) descrever as experiências de turismo de base comunitária de três comunidades do Vale do Ribeira/SP (Marujá, Aldeia Guarani Mbya-Pindoty e Ivaporunduva) identificando as estratégias, os resultados alcançados e a relação com o mercado turístico; (II) investigar se essas experiências têm como efeito o desenvolvimento de processos sociais de enraizamento nas comunidades; (III) sistematizar as recomendações e lições aprendidas com essas experiências para que possam servir de modelos e/ou ser aplicadas em outras localidades da região e do país. Foi realizado um estudo descritivo do tipo qualitativo planejado em duas etapas. Na primeira foi feito um levantamento documental e bibliográfico sobre as comunidades e os temas Organizações Comunitárias, Vale do Ribeira e Turismo de Base Comunitária. Na segunda etapa foi realizada observação de campo nas comunidades e entrevistas. Por meio da observação de campo pretendeu-se levantar informações sobre: as condições de vida nas comunidades (saneamento, moradia, alimentação, transporte); a presença de equipamentos públicos (postos de saúde, escolas); as formas de lazer e sociabilidade e de interação entre morador local e turista. As entrevistas foram feitas com lideranças e moradores, com monitores ambientais e guias de turismo que trabalham nas comunidades e com profissionais de agências de turismo e de escolas que enviam visitantes.

As relações étnico-raciais na perspectiva de alunos de Psicologia (2009 – 2012)

O projeto investigou a relevância da categoria cor-raça para a psicologia e a análise psicossocial das relações étnico-raciais no Brasil. Por meio de pesquisa bibliográfica e realização de entrevistas e grupos focais com alunos de pós-graduação e graduação em psicologia, pretendeu-se responder ao seguinte quadro norteador de questões: (a) cor-raça influencia na construção da identidade? (b) cor-raça é relevante para a investigação em psicologia e a formação de psicólogos? (c) cor-raça é relevante para análise psicossocial das desigualdades?

Aproximando universidade e escola: visitas monitoradas de alunos de Pre-Iniciação Científica do Vale do Ribeira aos espaços de ciência da USP/SP (2013 – 2014)

O projeto integra uma experiência de difusão e popularização do conhecimento científico realizada por professores IPUSP e de Escolas Técnicas (ETEcs) do Vale do Ribeira (Iguape, Registro e Peruíbe) que juntos investigam: manifestações culturais (artísticas e religiosas), formas de participação e organização, lazer e sociabilidade e interação com o turismo de comunidades tradicionais da região. A experiência foi realizada no âmbito do Programa de Pré-Iniciação Científica da USP e Centro Paula Souza de Educação Técnológica e beneficiou 50 estudantes dos cursos de Turismo, Meio Ambiente, Administração, Agropecuária e Informática das 03 ETEcs, que receberam uma bolsa para realizar um estudo numa comunidade tradicional. O projeto apoiou a aproximação entre ensino superior e ensino médio profissionalizante, apresentando espaços de ciência e serviços da USP para professores e alunos das ETEcs e, ao mesmo tempo, qualificando-os em atividades de pesquisa.

Participação comunitária na formulação de diretrizes éticas para pesquisa em uma comunidade quilombola do Vale do Ribeira/SP (2012 – 2014)

No Brasil, historicamente a população negra apresenta desvantagens relacionadas ao acesso às políticas públicas, ao poder institucional e aos marcos legais. As comunidades negras rurais quilombolas inserem-se nesse cenário. Com o intuito de estabelecer um diálogo e diminuir o distanciamento que há entre quilombolas e marcos legais brasileiros voltados para a área do direito e da justiça, foi realizado este projeto, com os seguintes objetivos: (I) proporcionar uma aproximação entre quilombolas e os marcos legais, com ênfase na ética em pesquisa; (II) oferecer espaço de reflexão e produção de saberes locais sobre essa temática. O projeto foi desenvolvido em um quilombo no Vale do Ribeira/SP. Contou com a participação de 24 bolsistas de Pré-Iniciação Científica (PRÉ-IC) do CNPq vinculados aos cursos técnicos de Turismo, Meio Ambiente, Administração e Informática das Escolas Técnicas de Iguape e Registro.

Revelando o turismo de base comunitária e a Universidade de São Paulo para alunos de duas escolas técnicas do Vale do Ribeira/SP (2012 – 2013)

O projeto fez parte de uma iniciativa maior de professores do IP/USP e das Escolas Técnicas (ETEcs) dos municípios de Iguape e Registro, que juntos investigaram o turismo de base comunitária em três locais do Vale do Ribeira/SP: Vila caiçara Marujá, Aldeia Guarani Mbya-Pindoty e Quilombo Ivaporunduva. Essa iniciativa contou com a participação de 64 bolsistas de Pré-Iniciação Científica do CNPq vinculados aos cursos técnicos de Turismo, Meio Ambiente, Administração e Informática das ETEcs e teve como objetivos: (I) descrever as experiências de turismo nas comunidades identificando as estratégias e a relação com o mercado turístico; (II) sistematizar as recomendações e lições aprendidas com essas experiências; (III) qualificar professores e alunos do ensino médio profissionalizante da Etecs em atividades de ensino e pesquisa e apresentar serviços e atividades da Universidade de São Paulo de seu interesse.

Enhancing the dissemination of the human rights and social vulnerability framework based technologies for sexual and reproductive health promotion among youth (2011 – 2012)

Descrição: O projeto discutiu em seminários temáticos, conceitos, metodologias e lições aprendidas de pesquisadores de direitos humanos, promoção da saúde e juventude, organizando e sistematizando esse conhecimento para disseminação de literatura capaz de subsidiar a implantação e avaliação de programas de intervenção e de políticas públicas voltadas para saúde da população jovem, promoção dos direitos humanos e redução da violência e vulnerabilidade social.

Grupos de Pesquisa

Psicologia e Relações Étnico-Raciais

Reúne alunos de graduação e pós-graduação do Instituto de Psicologia da USP. Dedica-se a produção de conhecimento em três eixos de investigação: história do pensamento psicológico brasileiro na compreensão das relações étnico-raciais; abordagem das relações étnico-raciais nos currículos dos cursos de graduação e pós-graduação em psicologia; atuação do psicólogo no tema das relações étnico-raciais e no enfrentamento dos efeitos psicossociais do racismo.

Núcleo de Estudos e Prevenção da Aids da USP (NEPAIDS/USP)

Reúne professores, alunos de graduação e de pós-graduação, ativistas de organizações não governamentais e profissionais do Instituto de Psicologia, das Faculdades de Saúde Pública e Medicina da USP e da Secretaria de Estado da Saúde. Dedica-se à produção de tecnologias inovadoras de prevenção ao HIV e ao debate sobre a promoção da saúde em contextos de vulnerabilidade.

Laboratório

Núcleo de Estudos e Prevenção da Aids - NEPAIDS

 

Publicações selecionadas

Svartman, B.; Santos, A. O. ; Martins, A.; Casco, R.; Silva, L. G. G.; Massola, G. M. Recherche psychosociale dans des communautés traditionnelles:une analyse de l expérience du programme de pré-initiation scientifique de l Université de São Paulo. Bulletin de Psychologie, v. 68(2), p. 115-124, 2015.
Massola, G. M.; Santos, A. O.; Martins, A. Turismo de base comunitária: instrumento para o fortalecimento da gestão democrática em quilombos no Brasil. In: Mitsuru Higuchi Yanaze; Felipe Chibas Ortiz; Kleber Markus. (Org.). Marketing e comunicação de projetos socioculturais: experiências brasileiras e cubanas. 01ed.São Caetano do Sul/SP: Difusão Editora, 2015, v. 01, p. 279-303.
Santos, A. O. . Psicologia e relações étnico-raciais: perfil e tendência dos estudos publicados em periódicos psi no período de 2010 a 2013. In: Lilian Caroline Urnau; Juracy Machado Pacífico; Maria Ivonete Barbosa Tamboril. (Org.). Psicologia e políticas públicas na Amazônia: pesquisa, formação e atuação. 1ed.Curitiba; Porto Velho: Editora CRV; Editora EDUFRO, 2014, v. 1, p. 115-124.
Cunha, R. T. T.; Santos, A. O. . Aniela Meyer Ginsberg e os estudos de raça-etnia e intercultura no Brasil. Psicologia USP (Impresso), v. 25, p. 317-329, 2014.
Belenzani, R. ; Santos, A. O. ; Paiva, V. . Agentes comunitárias de saúde e a atenção à saúde sexual e reprodutiva de jovens na Estratégia Saúde da Família. Saúde e Sociedade, v. 21, p. 637-650, 2012.
Santos, A. O. . Superar o racismo e promover a saúde da população negra: desafios para o trabalho de prevenção ao HIV/Aids no Brasil. In: Vera Paiva; José Ricardo Ayres e Cassia Maria Buchalla. (Org.). Vulnerabilidade e Direitos Humanos. Prevenção e Promoção da Saúde. Da doença à Cidadania. 1ed.Curitiba: Juruá Editora, 2012, v. 1, p. 145-163
Almeida, A. C.; Santos, A. O.; Paiva, V. . O incremento da participação comunitária em pesquisas sociais: a estratégia de trabalho com o agente local. In: Vera Paiva; Ligia Rivero Pupo; Fernando Seffner. (Org.). Vulnerabilidade e direitos humanos. Prevenção e Promoção da Saúde: pluralidade de vozes e inovação de práticas. 1ed.Curitiba: Juruá Editora, 2012, v. III, p. 253-268.
Santos, A. O. Panorama dos Programas de Ação Afirmativa para Inserção da População Negra no Ensino Público Superior Brasileiro (2002-2007): Estudos e Grupos de Pesquisa. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as) - ABPN, v. 2, p. 99-114, 2011.
Paiva, V.; Garcia, J.; Rios, L. F.; Santos, A. O.; Terto, V.; Munoz-Laboy, M. Religious communities and HIV prevention: An intervention study using a human rights-based approach. Global Public Health, v. 5, p. 280-294, 2010.
Trazzi, L.; Lima, A.; Pascoal, B. T. M.; Santos, A. O. Comunidades interpretativas e protagonismo social no Vale do Ribeira: breve histórico de um projeto de promoção de direitos. In: Martins, A. B. M.; Santos, A.O.; Vera Paiva. (Orgs.). Promovendo os direitos de mulheres, crianças e jovens de comunidades anfitriãs de turismo do Vale do Ribeira. São Paulo: Instituto Ing_Ong de Planejamento Sociambiental, Ministério do Turismo, 2009, v. 1, p. 6-8.
Santos, A. O. e Figueiredo, R. Agravos à saúde e relacionamentos afetivos sexuais em comunidades anfitriãs de turismo. In: Menezes Santos, J. A.; Rios, L. F. (Orgs.). Violência sexual contra crianças e adolescentes reflexões sobre condutas, posicionamentos e práticas de enfrentamento. Brasília: UFPE/SEDH, 2009, p. 60-74.

Gonçalves, C.; Santos, A. O. ; Licciardi, D. C.; Paiva, V. Religiosidade, juventude e sexualidade: entre a autonomia e a rigidez. Psicologia em Estudo, v. 13, p. 683-692, 2008.

Santos, A. O. Inserção de alunos (as) negros (as) na Universidade Estadual de Campinas. Estudo de caso do Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social (PAAIS). In: Lopes, M. A.; Braga, M. L. (Org.). Acesso e permanência da população negra no ensino superior. Brasília: Ministério da Educação e UNESCO, 2007, v. 30, p. 187-206.

Santos, A. O. e Paiva, V. Vulnerabilidade ao HIV: Turismo e uso de álcool e outras drogas. Revista de Saúde Pública, v. 41, Suppl 2, p. 80-86, 2007.