Departamento de Psicologia Clínica
Linhas de Pesquisa: Investigações em Psicanálise. Oficinas Psicoterapêuticas de Criação. Investigações em Psicanálise. Prevenção e Intervenção Psicológica. Psicologia Clínica Social. Tratamento e Prevenção Psicológicos. Saúde humana. Educação. Psicologia Clínica. Psicanálise do Self. Clínica Winnicottina.
Telefone: 55 11-3091-1947 | tanielo@uol.com.br | http://www.serefazer.com.br/taniavaisberg.htmLattes


Livre Docente em Psicopatologia pela Universidade de São Paulo,onde iniciou sua carreira em 1975, mantém com esta instituição vinculo não-empregatício como professora aposentada senior. Atua, presentemente, como docente da Pontifícia Universidade Catolica de Campinas, em regime de 40 horas, onde orienta iniciações científicas, mestrados e doutorados, além de acompanhar pós-doutorados. Lecionou, como Professora Visitante, na UFR des Sciences Psychologiques et des Sciences de l'Education da Université de Paris-X Nanterre, em 2001. Insere-se, também, como membro associado do Departamento de Psicanálise da Criança do Instituto Sedes Sapientiae, participando do grupo Espaço Potencial Winnicott. Pode-se distinguir, na sua produção, duas vertentes temáticas, ambas configuradas a partir do uso do método psicanalítico em pesquisas qualitativas: 1) estudos sobre potencialidade mutativa de enquadres diferenciados e 2) pesquisa de imaginários coletivos, concebidos como condutas emergentes a partir de campos de sentido afetivo-emocional. A primeira vertente é fruto do trabalho desenvolvido a partir de 1997 na "Ser e Fazer: Enquadres Clínicos Diferenciados", do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, onde se criou um estilo clínico pós-winnicottiano, bem como uma proposta inovadora de avaliação de intervenções clínicas, o Procedimento de Ambrósio e Vaisberg. A segunda vertente vem sendo desenvolvida na PUC-Campinas e tem permitido a consideração de sofrimentos sociais vinculados ao racismo, ao sexismo e a outras modalidades de discriminação e preconceito.

Investigação em Psicanálise

Realizo pesquisas que tem como objetivo o estudo da potencialidade psicoterapêutica de enquadres diferenciados que permitem a realização de práticas clínicas voltadas ao atendimento de indivíduos e coletivos humanos, tais como famílias, equipes de trabalho e comunidades. Destacam-se, entre tais enquadres, as oficinas psicoterapêuticas de criação, as consultas terapêuticas coletivas e a consultoria terapêutica, que tomam o jogo winnicottiano do rabisco como paradigma para o uso de materialidades mediadoras e de intervenções psicanalíticas não-interpretativas. As investigações são realizadas tanto em serviço clínico próprio do IPUSP - na "Ser e Fazer" : Oficinas Psicoterapêuticas de Criação - como em equipamentos de saúde, saúde mental e educação, com os quais mantemos parcerias de colaboração. José Bleger e D.W.Winnicott, ambos psicanalistas preocupados com as importantes repercussões que as condições concretas da existência tem sobre a vida emocional, tem sido os autores mais frequentados, na medida em que suas obras respaldam o Projeto "Ser e Fazer" epistemológica, metodológica, clínica e eticamente.

Laboratório

Laboratório de Saúde Mental e Psicologia Clínica Social

Em 1992, a Professora Livre Docente Tânia Maria José Aiello Vaisberg, aposentada que segue vinculada à Universidade de São Paulo como voluntária, criou o Laboratório de Saúde Mental e Psicologia Clínica Social no Departamento de Psicologia Clínica do Instituto de Psicologia, onde nasceu o estilo clínico Ser e Fazer. Desde então, vem sendo desenvolvidas, no âmbito da pós-graduação strictu sensu, modalidades de pesquisa-intervenção que se fundamentam na psicanálise winnicottiana, caracterizadas pelo uso de mediações facilitadoras da expressão de indivíduos e coletivos, em contextos psicoterapêuticos e psicoprofiláticos. Mestrados e doutorados têm sido defendidos como pesquisa dos enquadres clínicos diferenciados Ser e Fazer.

A partir da aposentadoria da Profa Tânia Vaisberg, as Oficina Terapêuticas Ser e Fazer se mantiveram, com a participação da referida Professora e o Laboratório de Saúde Mental e Psicologia Clínica Social passou a ser coordenado pela Profa Live Docente Leila Salomão de La Plata Cury Tardivo.
Em 2002, o Laboratório começou contar com outro grande Projeto - o APOIAR - Atendimento Psicológico Clínico Individual e Grupal, sob a Coordenação da mesma Professora Associada, também com inspiração winnicottiana que traz a concepção da integração, se tornar possível a partir do apoio no relacionamento humano, que seja profissional. Essa base sustenta o APOIAR, serviu-lhe também de inspiração na própria denominação que o Projeto recebeu.

O APOIAR ,abrigado no Laboratório de Saúde Mental e Psicologia Clínica Social, objetiva a formação do psicólogo no campo da saúde mental em sua acepção mais ampla,ou seja, no que diz respeito ao estudo compreensão e intervenção a pessoas em situação de sofrimento; visa, como acima já referimos o desenvolvimento de pesquisas com a produção de conhecimentos teóricos, que em Psicologia Clínica se faz sempre de forma indissociada da prática. O APOIAR vem atender a grande demanda de atenção psicológica gerada pelo sofrimento humano causado pelas condições da vida contemporânea.

O APOIAR estabelece convênios e parcerias, as quais tem caráter puramente acadêmico e científico,para o desenvolvimento de pesquisas, e produção de conhecimento, com instituições que necessitam ou nos buscam para esse um em comum: o trabalho em função do sofrimento humano, com o caráter já mencionado.

A partir dessas parcerias e intercâmbios, vimos desenvolvendo trabalhos de intervenção, e produzindo conhecimentos (na forma de pesquisas e trabalhos científicos). Também essas parcerias tem se constituído em espaço para o desenvolvimento das atividades de estágio regulares das disciplinas da área da Psicopatologia do curso de graduação.
Contamos com a participação efetiva dos estudantes de pós graduação, que desenvolvem seus projetos de pesquisa orientados pela docentes Leila Tardivo e Tania Vaisberg, de forma absolutamente integrada com os objetivos do Laboratório.

Desde 2003, realizamos Jornadas temáticas, uma por ano, tendo sido 13 no total, incluindo a de 2015. Em todas estas contamos com palestrantes convidados de instituições, universidades e organizações, de outros Estados e também de outros países. As Jornadas são temáticas , com as palestras e mesas com as participações de convidados, e tendo sempre a fecunda participação de muitos participantes e a exposição de trabalhos na forma de pôster.Todos os trabalhos são avaliados por uma Comissão Científica e quando aprovados são publicados , junto das apresentações dos convidados, em Cadernos de Anais, com ISBN, que podem ser consultados e feitos download no site www.leilatardivo.com.br.

Até 2015 foram treze no total, sendo as seguintes com os temas, desde 2006: IV Jornada “Infância, Sofrimento Emocional e a Clínica Contemporânea” (2006); V Jornada “Saúde Mental nos Ciclos da Vida” (2007) ; VI jornada : Saúde Mental e Violência: Contribuições no Campo da Psicologia Clínica Social. (2008); VII jornada “ Saúde Mental e Enquadres Grupais: A Pesquisa e a Clínica” (2009); VIII Jornada “Promoção de Vida E Vulnerabilidade Social Na América Latina: Reflexões e Propostas” (2010); IX Jornada : Violência doméstica e trabalho em rede compartilhando experiências: Brasil, Argentina Chile e Portugal (2011); X JORNADA: Laboratório de Saúde Mental e Psicologia Clínica Social 20 anos: O Percurso e o Futuro; XI Jornada: Adolescëncia: Identidade e sofrimento na Clínica Social (2013); . XII Jornada: A Clínica Social - Propostas, Pesquisas e Intervenções (2014). E o tema da XIII Jornada APOIAR de 2015 será - Saúde Mental e Psicologia Clínica Social: fundamentos e pesquisas

O estilo adotado pelo Laboratório de Saúde Mental e Psicologia Clínica Social deu origem a um Livro que se constitui numa coletânea e foi publicado em 2008 (TARDIVO, LSP.LC. E GIL, C A - Apoiar : Novas Propostas em Psicologia Clínica. São Paulo: SARVIER, 2008).

E nos anais de todas as Jornadas APOIAR, sendo as últimas com os dados das propostas e pesquisas atualizados.

Dessa forma, o Laboratório de Saúde Mental e Psicologia Clínica Social,com os projetos Ser e Fazer, e o APOIAR Laboratório de Saúde Mental e Psicologia Clínica Social, vem buscando desempenhar a tríplice vocação dentro da Universidade pública no que diz respeito à produção de conhecimentos, à formação, e à prestação de serviços à comunidade, a partir dos atendimentos realizados em grupo ou individualmente, com resultados muito promissores.

Publicações Selecionadas

VAISBERG, Tânia Maria Jose Aiello; VITALI, Ligia Masagão; GIORGIO, Sabrina; AMBROSIO, Fabiana Follador E. Art- Thérapie, Clinique winnicottienne et troubles neurologiques sévères. Bulletin de Psychologie, Paris, v. 56, n. 6, p. 791-795, 2003.
MACHADO, Maria Christina Lousada; VAISBERG, Tania Maria Jose Aiello; GIORGIO, Sabrina; CORREA, Yara Bastos. L'emploi de marionnettes dans les consultations thérapeutiques. Bulletin de Psychologie, Paris, v. 56, n. 6, p. 779-806, 2003.
VAISBERG, Tania Maria Jose Aiello; SilVA, Lélia S; GRANATO , Tania Mara Marques; FELlCI, Eliana Marcello de. Tissant Ia grossesse point à point: art-thérapie pour les femmes enceintes. Bulletin de Psychologie, Paris, v. 56, n. 6, p. 807-810, 2003
VAISBERG, Tania Maria Jose Aiello. Ser e Fazer: Interpretação e Intervenção na Clínica Winnicotliana. Revista de Psicologia da USP, São Paulo, V. 14, n. 1, p. 95-128, 2003.
VAISBERG, Tania Maria Jose Aiello; MACHADO, Maria Christina Lousada. Sofrimento Humano e Estudo da Eficácia Terapêutica de Enquadres Clínicos Diferenciados. In:
VAISBERG, Tânia Maria José Aiello; AMBRÓSIO, Fabiana Follador E. (Org.). Cadernos Ser e Fazer: Apresentação e Materialidade. São Paulo, 2003, v. 1, p. 6-35.